terça-feira, 21 de dezembro de 2010

DADOS BIOGRÁFICOS

LUIZ SOARES DE PAIVA, nascido em 14 de outubro de 1913, filho de GONÇALO SOARES DE OLIVEIRA E TERESINHA SOARES DE PAIVA, nono filho da família. Estudou na escola do mestre PAIXÃO FILHO. Influenciado pelo ambiente cristão que reinava no lar, e conforme tradição de se ter na família um filho padre, Luiz, em 1929, para alegria de GONÇALO E TEREZA, ingressou no Seminário Diocesano São José, em Sobral. Polido, educado, estudioso, conquistou a confiança e carinho de D. José Tupinambá da Frota, bispo do Seminário, que afetuosamente, o chamava de “Paivinha”. E “Paivinha”, era sempre o escolhido a acompanhá-lo nos fins de semana, ao Sítio Recife na Serra da Meruoca – Casa de Repouso Betânia. Luiz Soares de Paiva, despertou fortes pendores musicais adquiridos de sua mãe Tereza. Em 1931, com 18 anos de idade, troca a batina por uma roupa elegante, que tão bem, casava ao seu porte de jovem airoso e de gosto requintado. Luiz e a musicalidade de seu cavaquinho, extraia eflúvios de harmonias, e juntos a Totó, José Ulisses e Sebastião Soares, companheiros de serestas, excitavam a Bica que não dorme, acordavam as ruas de Ipu, silenciosas e despertavam suspiros nos corações das donzelas. E a serenata passava. No Casarão, enroscavam-se em notas musicais, José Ulisses, Totó, o cavaquinho de Luiz, o violão de Antônio, a flauta de Sebastião e no acordeom de Walderez – Uma era de fraternidade sonora. E, 1936 embarca na São Paulo na conquista de busca progressista, trabalhou como contabilista na Casa das Noivas e Castelo das Noivas na cidade Santos. Em 1943, regressa para Fortaleza onde desempenhou com competência um cargo na Firma J. Lopes. Aos 18 anos deixara a batina e com sua capacidade e tendências comerciais, trabalhou em Santos e Fortaleza, onde conquistou e foi conquistado pela competência, honestidade, organização nas empresas. Luiz conhece Maria Pureza Lima Araújo, com quem contrai núpcias em 31 de janeiro de 1945, abençoados por Mons. Gonçalo. Foi proprietário da loja de tecidos "CASA PAIVA" e em seguida do BAR E SORVETERIA IRACIARA". Contabilista, repassava seus conhecimentos seguros, conduzindo a contabilidade de várias firmas. Perfeccionista, metódico, foi repassando aos filhos suas experiências contábeis. Em 25 de outubro de 2002, calou-se o ESTUDANTE INCANSAVEL, o PAIVINHA SEMINARISTA, o COMERCIANTE, o GUARDADOR DE LIVROS, o LEDOR, o MUSICÓLOGO, PAI, AVÔ e BISAVÔ.

ÉPOCA DE GRANDES SERESTAS EM IPU

FOTO NA PRAIA - RIO DE JANEIRO

NA PRAIA DO RIO DE JANEIRO

EMPRESA ONDE TRABALHOU NO RIO DE JANEIRO

SEM DADOS - ???????

GRANDE COMÉRCIO DE SORVETES - SORVETERIA YRACYARA

EQUIPE DE MOTOCICLISTA - UM HOBBY

????????

RESIDÊNCIA ONDE MOROU

ESCRITÓRIO DE CONTABILIDADE

FOTO NO HOSPITAL

FOTO DE FAMÍLIA